• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
0

Objetos usados, móveis de antiquário e roupas de brechó

4.10.2017

Quando compramos artigos usados, como roupas ou móveis, trazemos para dentro de casa a energia dos seus antigos donos. Existe uma chance de que esta influencia seja positiva, mas as chances de acabarmos rodeados de medos e bloqueios também é relativamente alta. Portanto, a não ser que você tenha certeza de que o antigo dono foi um grande mestre iluminado ou uma pessoa que teve uma vida extremamente feliz, é indispensável começar pela limpeza energética desses itens antes do reuso. 

 

Vivemos em uma época em que entender a importância do consumo consciente se faz cada vez mais necessário. Você já parou pra pensar na quantidade de emissões atmosféricas, lançamento de efluentes e resíduos prejudiciais ao meio ambiente que são gerados pela indústria moveleira? Já considerou a quantidade da demanda de matérias-primas, cada vez mais crescente devido a baixa durabilidade dos produtos ou impossibilidade de manutenção, o que faz com que novos produtos tenham sempre que estar sendo comprados? 

 

Comprar menos e melhor tem sido essencial. Atualmente, o que você vai comprar não pode mais ser uma escolha pessoal, uma vez que estamos todos dividindo os mesmos recursos naturais que, aliás, estão se esgotando. E isso não se aplica só aos móveis, mas também às roupas, aos carros e tudo o mais que você puder pensar. Por isso, comprar peças de decoração ou de moda usadas pode ser uma ótima solução para quando você deseja praticar um consumo consciente. Sem contar que esta é a forma de consumo mais sustentável que existe!

 

Vale ainda ressaltar que os objetos e móveis fabricados antigamente eram de qualidade muito mais elevada dos que aqueles que encontramos hoje em dia, o que nos permite comprar ótimos itens pagando menos daquilo que pagaríamos por equivalentes novos de qualidade inferior. Eu mesma sou grande fã dessa prática e, devo dizer, poucas coisas me alegram mais do que ver itens que estavam estagnados e empoeirados voltar à vida através do reuso.

 

E como este tipo de consumo tem sido cada vez mais frequente e encorajado, você, jovem padawan, deve estar atento. Através dos estudos mágicos é possível perceber que recebemos energias de tudo aquilo que nos rodeia constantemente. E objetos usados possuem fortes influências energéticas que foram absorvidas dos seus antigos donos ao longo dos anos. Portanto, é fundamental aprender e adotar bons métodos de limpeza energética. É isso que nos permitirá adquirir artigos de segunda-mão sem preocupações e dar a eles uma nova vida!

 

Ah, o mesmo funciona para as coisas que você não usa mais e que podem ser muito úteis para o coleguinha. Faça sempre o procedimento de limpeza energética antes de passar os itens adiante, para evitar que as suas preocupações ou questões não resolvidas se mantenham impregnadas no objeto e passem a influenciar negativamente o seu futuro dono.

 

Vamos aprender então a limpar energeticamente os móveis, roupas, sapatos e objetos usados em geral?

 

Considerações finais

 

Jóias usadas devem ter um cuidado especial, por terem forte capacidade de absorver as energias do antigo dono. Neste caso recomenda-se proceder com um ritual de banimento. O mesmo acontece se você quiser usar um objeto de antiquário como um instrumento mágico.

 

Aprenda a fazer este procedimento em: Elaborando um ritual: como fazer o banimento de objetos.

 

Lembre-se que antes do contato com qualquer objeto suspeito de ser um bagulho energético, é recomendado meditar e buscar um estado vibracional elevado. São considerados bagulhos energéticos os animais empalhados, antiguidades, armas, bonecos voodoo, estojos de cigarro, medalhas de guerra, entre muitas outras coisas que são encontradas em brechós e antiquários. Por isso, antes de ir a esses locais, tire alguns minutos para se preparar.

 

E quando voltar, depois de fazer a limpeza energética dos objetos, tomar um banho em água corrente e se perfumar com aromas energizantes pode ser uma ótima ideia! 

 

Depois de todas essas dicas, não tem mais desculpas para não começar a praticar o reuso como uma forma de consumo consciente dentro da magia, não é? Mago moderno é mago antenado com as necessidades do mundo.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 POSTS RELACIONADOS

Please reload

SEGUE A GENTE NO FACEBOOK

ÚLTIMOS POSTS

Please reload