• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
0

Elaborando um ritual: como fazer o banimento de objetos

Através desse poderoso ritual é possível remover completamente qualquer energia que tenha sido colocada em um objeto. Isso é muito útil quando você herda uma joia ou quando você compra algo em um antiquário e resolve usar como ferramenta mágica, por exemplo. Aprenda agora a realizar o banimento de objetos!

 

Conseguir a ajuda de um objeto em determinada causa mágica não é complicado, mas tem algumas condições que precisam ser atendidas. O primeiro passo é arrumar a bagunça que está dentro dele, para que então ele possa ser promovido de mero objeto para instrumento mágico. Além de parecer óbvio, parece também simples, não é?

 

Só que não. Existem rituais específicos diferentes para arrumar essa bagunça, dependendo de como, quando e de onde vem o objeto em questão. Por isso, se você ainda não tem certeza sobre qual é o propósito ou a razão de um determinado ritual, não faça. Antes disso, leia e se informe. Aqui no Mago Moderno, temos um post exclusivo sobre como funciona o ritual de banimento, quando e por quê deve ser feito, além de mostrar também os outros tipos específicos de ritual que às vezes podem ser mais adequados para o que você está precisando no momento.

 

Para ter a certeza de que este é o ritual certo para você, dê uma olhada nesta publicação: Banimento, purificação, consagração e limpeza de objetos mágicos: quando e por quê você precisa fazer essas coisas?

 

Dito isso, agora sim, vamos aprender como preparar um ritual de banimento de objetos!

 

O ritual antes do ritual

 

O mais importante antes de começar qualquer ritual é o planejamento. Você vai ter que escolher a data e hora conforme a regência planetária e as fases da lua, escolher o local, os materiais que serão usados, o roteiro de como será o ritual, a definição do que você vai precisar fazer para entrar em contato com as energias divinas e pedir ajuda a deus, deuses, espíritos de luz, o Universo, quem for. A força de um ritual está na combinação mais favorável possível que você conseguir reunir para um determinado propósito. Essa é, sem dúvida, a etapa mais importante para conseguir a fluidez das energias em um trabalho mágico!

 

Aprenda como fazer tudo isso em: Planejando e preparando um ritual mágico.

 

Para elaborar um ritual de banimento, procure compor o seu espaço de trabalho com representações dos quatro elementos, tendo em vista as energias da data e hora planetária que você escolheu e lembrando que essas ferramentas devem auxiliar na desimpregnação do objeto (ou seja, devem ser coisas que tenham como característica o poder de limpeza energética). 

 

Parece complicado, mas com o tempo você pega a prática! Para ajudar, vamos trabalhar neste post com exemplos de como você pode montar o seu ritual obedecendo a esses critérios, mas eu recomendo fortemente que você exercite o estudo e bote essa caixola pra funcionar para fazer o seu próprio ritual personalizado. Um bom mago elabora os próprios rituais e escolhe os seus ingredientes com sabedoria, por isso escolha somente entre os itens que você já conhece ou pesquise antes se não sabe a função de alguma coisa.

 

Se você ainda tem muitas dúvidas nesse assunto, aprender sobre as correspondências planetárias pode ser de grande ajuda! Veja tudo sobre isso em: O Guia Básico de Correspondências planetárias.

 

Vamos supor que você estudou bastante e escolheu o dia e hora de Saturno, com uma bela lua minguante no céu, para realizar o seu ritual de banimento. Essa fase da lua é o momento ideal para retirar todas as energias que não servem e abrir espaço para as energias novas que virão. Além disso, os dias e horas de Saturno são especialmente fortes para feitiços de banimento por causa do poder de extermínio que o planeta tem (para conseguir força especial, o ideal é começar o ritual no início de uma dessas horas e terminar antes que ela chegue ao fim).

 

Já que boa parte da força da magia está na associação, ao usar Saturno como planeta regente do seu ritual, as ferramentas que você vai usar devem ser associadas a esse planeta. E, como vimos antes, os itens necessários para este ritual de banimento são as representações dos quatro elementos.

 

As representações mais comuns para os elementos numa mesa de trabalho mágico são: uma vela, para representar o fogo; uma pena, óleos essenciais ou incenso para representar o ar; sal grosso, um cristal, uma pedra, uma planta ou qualquer fruto vindo do solo para representar a terra; um cálice com água, uma concha, uma pérola ou uma estrela do mar para representar a água. Vamos então dar uma olhada no nosso exemplo pra ver como escolher as representações corretas para Saturno. 

 

As cores associadas a Saturno são preto, cinza e marrom. Como escolher a cor certa para este ritual? Bom, os objetos visíveis não tem cor, propriamente dita. Eles tem propriedades químicas e físicas que fazem com que absorvam certos comprimentos de onda e reflitam outros, os quais chegam a nossos olhos. A cor preta é o resultado da absorção de todos os comprimentos de onda, ou seja, nenhuma onda é refletida uma vez que atinge um objeto preto. Dessa forma, através das suas propriedades, a cor preta consegue absorver todas as energias de um ambiente ou objeto, sejam elas boas ou más energias. O que faz dela a cor ideal para rituais de banimento. Com isso, definimos que a cor da vela que representará o elemento fogo será preta.

 

Para representar o ar, alguns  dos aromas que agradam Saturno são mirra e arruda. Para a água, trabalhar com uma infusão de ervas abrasivas ou com uma água energizada por um cristal de banimento pode ser uma boa escolha para este ritual. Você pode compor a sua área de trabalho à vontade com ervas quentes, cristais e flores e qualquer elemento que possa contribuir energeticamente.

 

As pedras ligadas a Saturno são a obsidiana e o ônix, mas o planeta também é atraído pelas energias do sal grosso e da pérola negra. Todos esses itens tem fortes propriedades de absorção energética, então você pode usar um deles para representar o elemento terra e pode escolher outros para compor a área de trabalho e auxiliar na desimpregnação do seu objeto.

 

Por exemplo, coloque o objeto dentro de uma infusão de arruda. Posicione turmalinas negras ou cristais de quartzo incolor em forma de círculo ao redor do objeto. Unte o objeto com óleo de louro ou um preparado de cânfora. Use a sua criatividade conforme vai aprendendo sobre as propriedades de ervas, pedras e cores de acordo com as informações que você vai pegar das correspondências planetárias. Lembre que tudo tem que estar relacionado! 

 

Começando o ritual (oh yes!)

 

Já com tudo planejado e no momento certo para a ação, tome o seu banho especial de limpeza e energização. Depois, de frente para o local onde você vai trabalhar (de preferência, o seu altar), faça a sua oração pessoal pedindo ajuda aos elementos e aos espíritos conforme suas crenças pessoais ou sua religião e medite sobre a sua intenção no ritual que está começando. Essa etapa deve ser feita com calma e muito foco. 


Comece o ritual posicionando as ferramentas mágicas no espaço de trabalho, cada uma na posição correta do elemento, e colocando o objeto em questão ao centro, junto com os itens ativos que você escolheu para potencializar o efeito de banimento desejado. Depois de botar tudo no seu devido lugar, respire profundamente e então ative os quatro elementos, acendendo a vela, tocando a água, acendendo o incenso e tocando o cristal, ou fazendo o processo equivalente para as representações que você escolheu para os elementos no seu ritual. 

Feche os olhos, respire fundo e sinta a energia de tudo o que você reuniu em uma enorme bolha de luz que envolve todos vocês. Sinta a energia que vem do céu e da terra brilhar do seu coração para as suas mãos. Estenda as mãos sobre o objeto e peça aos espíritos protetores que estejam com você. Peça à energias de Saturno o poder para desfazer e dissolver tudo o que é indesejado. Respire fundo e expire visualizando a energia que sai das suas mãos e purifica o objeto.

 

Passe o objeto pelos quatro elementos, pedindo a eles que limpem as suas energias. No nosso exemplo, você deve passar pelo fogo da vela, borrifar com a infusão, pela fumaça da mirra e colocá-lo junto à pedra de ônix. Enquanto faz cada uma dessas coisas, mantenha a intenção forte em sua mente. Coloque o objeto novamente ao centro da mesa e se prepare para fazer a respiração da terra.  

 

No nosso post Planejando e preparando um ritual mágico recomendamos a respiração do elemento terra como preparo antes dos rituais. Mas, caso você tenha usado outro tipo de mentalização nessa etapa, você deve fazer a respiração da terra nesta altura, pois para o banimento vamos trabalhar com a energia desse elemento. Caso você já tenha feito esta etapa, pode passar direto para o traçado do pentáculo de banimento da terra.

 

Fazendo o banimento através do elemento terra

 

Para fazer a respiração da terra, junte as palmas das mãos em frente ao peito, mas deixe um pequeno espaço entre uma palma e outra (o nome desse gesto é Atmanjali mudra). Respire fundo pelo nariz e expire devagar, também pelo nariz. Feche os olhos e sinta o chão em baixo dos seus pés, imaginando uma raiz que sai de você e vai descendo até atingir as profundezas do planeta. Perceba que você também possui o mesmo magnetismo da terra. Em voz alta, agradeça ao Universo por ser parte do Um. 

 

Entre em contato com a partícula divina que está dentro de você e visualize uma luz radiante e branca que sai do seu coração e forma uma esfera ao seu redor, que limpa e energiza. Inspire e expire pelo nariz enquanto percebe que o poder purificador também faz parte de você. Agradeça por isso.

 

Com a mão dominante (a que você usa para escrever) em posição de Kubera mudra (polegar, indicador e dedo médio juntos), trace no ar o pentáculo de banimento da terra sobre o objeto. O Kubera mudra é usado para colocar nossa energia em uma direção específica, amplificando o poder do pentáculo de banimento da terra. Já esse pentáculo serve para indicar o caminho que as energias devem fazer para sair do objeto (matéria/terra) para fora (plano espiritual). 

 

Enquanto traça o pentáculo, tente visualizá-lo brilhando sobre o objeto. Verbalize a sua intenção de expulsar as energias que você deseja. Verbalize para que as energias do pentáculo de banimento da terra levem toda e qualquer energia desta matéria para o alto. Peça aos poderes de saturno que desconstruam o que foi construído ali. Depois, mantenha a concentração por alguns instantes e suas mãos sobre o objeto, visualizando as energias saindo e queimando enquanto sobem. Coloque a sua intenção no seu trabalho!
 

Hora de agradecer!

 

Finalize o ritual oferecendo demonstrações físicas e verbais da sua gratidão. Uma opção é juntar as mãos novamente em Atmanjali mudra e queimar incensos de âmbar (ligado à energia cósmica) ou jasmim (que aumenta as energias espirituais) enquanto faz a sua oração de agradecimento aos espíritos, aos poderes do Universo, enfim, a todas as forças que atuaram no trabalho. Mantenha a concentração enquanto se afasta e deixa as energias fazerem o seu trabalho.

 

Por último, mas não menos importante


Depois de rituais que envolvam velas, se possível, deixe o ambiente de trabalho montado até que a vela termine de queimar. Lembre que o fogo queima oxigênio, então mantenha o local arejado para não sufocar. E tome muito cuidado, vigie sempre e não saia de casa com velas acesas, a não ser que elas estejam muito bem protegidas dentro de um vidro e longe de cortinas e tapetes, sob o risco de causar um acidente. Se não der para deixar a vela queimar até o final, deixe pelo menos mais uma hora antes de apagar e depois quebre a vela. 

 
Atenção redobrada se você tiver crianças pequenas ou animais. Os gatos costumam subir nos móveis e nas estantes, o que pode ser bastante perigoso quando estamos com velas acesas.

 


No final de tudo, recolha os restos de cera, incenso, folhas e jogue no lixo dentro de um saco bem fechado, de preferência na lixeira da rua. O que não for descartável deve ser limpo e guardado novamente ou deixado no seu altar pessoal. Deixe tudo limpinho, arrumadinho e organizado para que as energias sempre fluam livremente! 


E lembre que sempre depois dos procedimentos de banimento, você vai precisar fazer uma consagração ou uma energização do objeto, para que ele reponha energias de forma direcionada. Se você for esperar o momento mais favorável para fazer isso (o que é altamente recomendado), esconda o objeto limpo e seco dentro de um tecido preto e só toque nele na altura da consagração. A cor preta, por repelir energias invasoras, e a falta de contato físico vão preservar o objeto puro até o momento do ritual. 

 

Veja tudo o que você precisa saber para fazer um ritual de consagração neste link: Elaborando um ritual: como fazer a consagração de objetos.

Se tiverem qualquer dúvida ou qualquer informação para acrescentar, não deixem de comentar! Agora você concluiu com sucesso o seu ritual de banimento. 

  

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 POSTS RELACIONADOS

Please reload

SEGUE A GENTE NO FACEBOOK

ÚLTIMOS POSTS

Please reload