DIY: Amuleto patuá de proteção

patuá é um pequenino saco de pano ou de couro onde se levam rezas ou ervas para proteção e cura daqueles que o carregam. Dizem que o termo é de origem indígena, sendo a modificação da palavra pitiguá , que significa "saquinho trançado de folha de palmeira".

 

O costume de usar patuás começou com grupos africanos antigos que, pelo contato com o Oriente médio, se tornaram muçulmanos. Esses grupos vieram parar no Brasil na época da escravatura e costumavam carregar ao pescoço pequenos saquinhos feitos de pele de animal com trechos do Alcorão dentro deles. Foi somente após o conflito desses grupos com todos os outros escravos que não tinham Alá como seu Deus, que os patuás passaram a ser usados pelos praticantes de Umbanda e Candomblé como um disfarce para que não fossem identificados como infiéis aos olhos do grupo radical (que tinha o costume de ser muito violento).

 

Hoje em dia, os patuás são usados em diferentes crenças e religiões como amuletos e podem ser confeccionados com qualquer tipo de objeto que tenha propriedades mágicas. No exemplo de hoje, vamos usar três ervas famosas que afastam a inveja, as energias negativas e nos protegem de cometer enganos por distração.

 

Uma dica para aprender tudo sobre amuletos, é dar uma olhada na nossa publicação O guia básico de Amuletos e Talismãs  - Parte 1.

 

Ao limpar e equilibrar as energias, a arruda, o alecrim e a alfazema proporcionam uma mente centrada para tomar boas decisões. Através de suas fortes propriedades de absorção, eles redirecionam para si as cargas nocivas, protegendo o seu dono e mantendo a sua aura equilibrada.

 

Vamos aprender a fazer esse patuá?

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 POSTS RELACIONADOS

Please reload

SEGUE A GENTE NO FACEBOOK

ÚLTIMOS POSTS

Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
0